SOCIAL NEWS

voltar
14
JAN
Terapia Ocupacional como contribuição da Saúde Mental

Terapia Ocupacional como contribuição da saúde mental

A Terapia Ocupacional atua através do desenvolvimento, manutenção ou recuperação das funções motoras, sociais, cognitivas, sensoriais e perceptivas das pessoas, tanto genéticas quanto traumáticas, que prejudicam o seu desempenho diário.

Em outras palavras, ela busca auxiliar pacientes que possuem dificuldades para realizar atividades cotidianas, desde de coisas simples, como tomar banho e escovar os dentes, até funções sociais diversas, como trabalhar, estudar ou praticar esportes.

Não há restrições de idade na aplicação da Terapia Ocupacional, podendo ser tratadas pessoas desde a primeiríssima infância até à terceira idade.

A praticidade das sessões é outro ponto fundamental! Elas podem ser realizadas em clínicas de reabilitação, hospitais e até mesmo em domicílio, garantindo a escolha do ambiente onde o paciente se sinta mais confortável e, por consequência, responda melhor ao tratamento.

No âmbito profissional, a Terapia Ocupacional tem ocupado, cada vez mais, seu espaço dentro dos mecanismos de Segurança do Trabalho.

Afinal, a Segurança do Trabalho é a associação de diversas medidas que têm como propósito cuidar da proteção e integridade dos funcionários em seus locais de trabalho. E, como sabemos, a saúde mental também precisa ser cuidada!

Não é de hoje que a preocupação com a saúde mental dos funcionários passou a fazer parte das responsabilidades das empresas. Porém, o momento em que estamos vivendo com a pandemia, home office e isolamento social, pede atenção redobrada para o estado psicológico dos colaboradores.

Em resumo, a Terapia Ocupacional e a Segurança do Trabalho têm o mesmo objetivo: o bem-estar do indivíduo.