Como um funcionário saudável pode produzir mais e melhor?

O motivo que está levando as empresas a investirem cada vez mais na qualidade de vida dos seus funcionários: maiores e melhores resultados.

Mais energia física junto com equilíbrio mental faz a diferença.

Nas décadas de 70 e 80, as empresas, inicialmente com intuito de minimizar os impactos negativos em seus funcionários, desenvolveram ações para as áreas financeiras e de saúde dos funcionários, capacitando para a autogestão dessas questões, visando melhorar o clima organizacional, e o processo produtivo.

Nesse momento as empresas começaram a perceber como as questões sociais de seus empregados, influenciavam diretamente em seu desempenho profissional, por isso, esperavam que através da informação e da orientação, gestores e empregados pudessem obter equilíbrio necessário para desempenhar o seu papel de maneira adequada para os resultados da empresa.

“Empresas americanas perdem, por ano, cerca de U $ 150 bilhões com o trabalho, o que inclui absenteísmo,” presenteísmo “, desmotivação, doenças, afastamentos, acidentes e conflitos interpessoais . ”

Marcelo Almeida, especialista em Recursos Humanos e Desenvolvimento Humano

Hoje como empresas inteligentes, os resultados esperados, o ambiente com a satisfação do trabalhador, a força de trabalho é uma grande riqueza da indústria, e essa força de trabalho quanto mais saúde, melhor para Uma empresa

Este trabalho, endomarketing, vem transformando o sistema de gestão, e tem como principal objetivo dar atenção ao ser humano dentro da organização, oferecer cuidado ao trabalhador no ambiente de trabalho.

Satisfação, prazer e relação de igualdade são elementos que levam o funcionário a melhor produtividade.

 

Benefícios

∙ Funcionários mais motivados – quando se preocupar com a sua empresa bem-estar.

∙ Aumento da produtividade – bons resultados directamente relacionados com a qualidade dos serviços de trabalho.

∙ Redução de custos – com relação às doenças de trabalho e absenteísmo.

∙ Relacionamento interpessoal – importante dentro da empresa, facilitando processos.

∙ Aperfeiçoamento profissional – os funcionários se sentem estimulados a buscar melhor formação profissional.

 

Conseqüências

O produto final para uma empresa é: melhor resultado!

Um profissional saudável, e satisfeito com o ambiente de trabalho, produzir muito mais comparado com o que não sente satisfeito.

A produtividade é melhorada de forma qualitativa (melhor relacionamento, atendimento ao cliente, clareza mental, comunicação, motivação e confiança) e em termos quantitativos (aumento de vendas, redução de desperdícios e acidentes de trabalho).

Auxilio Reclusão – O que é verdade?

Você já deve ter recebido diversos e-mails afirmando que se ganha mais preso do que trabalhando, e a revolta e indignação são sentimentos naturais neste momento, mas será que é isso mesmo? Nossa proposta é entender o beneficio para não desqualificar um direito conquistado.
Auxilio reclusão é o benefício que tem direito os dependentes do segurado da Previdência Social que se encontra preso sob-regime fechado ou semiaberto, durante o período de reclusão ou detenção. Não é devido nos casos de liberdade condicional ou cumprimento de pena em regime aberto.
Tem direito o dependente de todo segurado da Previdência Social, cujo último salário de contribuição não ultrapasse o valor definido por Portaria Ministerial.
Esse benefício será pago aos dependentes desde que o segurado não esteja recebendo salário da empresa, auxílio doença ou aposentadoria.
Há três grupos de dependentes:
– Conjuge, companheiro ou companheira, filha não emancipado, até 21 anos ou filho inválido de qualquer idade;
– Pais e irmãos até 21 anos não emancipados ou invalidos com qualquer idade.
Havendo dependentes de um grupo, os do outro grupo não têm direito ao benefício.
Para a concessão do benefício, é necessário o segurado preso não estar recebendo salário da empresa na qual trabalhava, auxílio-doença, aposentadoria;
– A reclusão deverá ter ocorrido no prazo de manutenção da qualidade de segurado; o último salário-de-contribuição do segurado (vigente na data do recolhimento à prisão) tomado em seu valor mensal deverá ser igual ou inferior aos valores referenciados na tabela abaixo.
O valor do auxílio-reclusão é dividido igualmente entre os dependentes, o segurado preso não recebe qualquer benefício.
O valor do auxílio-reclusão corresponderá ao equivalente a 100% do salário-de-benefício, que corresponderá à média dos 80% maiores salários-de-contribuição do período contributivo, a contar de julho de 1994.
Portanto o auxilio reclusão é de acordo com as Portarias abaixo, e apos o calculo o valor sempre é inferior ao valor referenciado.