Ansiedade no trabalho: Como sua dieta pode estar te afetando?

Separamos algumas dicas alimentares para ajudar você a lidar com a ansiedade!

Ansiedade e estresse causados pelo trabalho não são coisas incomuns. Muito pelo contrário, infelizmente, são coisas que já estamos acostumados.

O estresse e a ansiedade podem interferir em seu ritmo de trabalho, reduzindo sua produtividade, além de desencadear problemas de saúde. Porém, mesmo sabendo disso, encontramos dificuldades em encontrar e seguir hábitos que ajudam a construir um estilo de vida mais saudável.

VOCÊ É O QUE VOCÊ COME

Com a dificuldade de encontrarmos mecanismos saudáveis para lidar com ansiedade e estresse, é normal descontar isso na alimentação. Mas algo interessante é que, pesquisas descobriram que alguns nutrientes e cheiros ajudam a combater a ansiedade e estresse.

Por isso, separamos alguns alimentos que podem ajudar você a combater esses monstros, e também ter uma vida mais saudável!

LARANJAS

Além de serem ricas em vitamina C, as laranjas são conhecidas por reduzir a pressão sanguínea e regular os níveis de cortisol após momentos estressantes. Outros alimentos que possuem funções semelhantes são:

  • Brócolis
  • Pimenta (verde e vermelha)
  • Couve de Bruxelas
  • Morangos

SALMÃO

O ômega 3 previne que os hormônios do estresse tenham pico. Também é sabido que dietas ricas em ômega 3 ajudam a reduzir doenças cardíacas relacionadas à alimentação. Isso acontece porque o ômega 3 reduz os níveis de citosinas no corpo, que promovem inchaço.

Um dos alimentos onde encontramos bastante ômega 3 é o salmão. Outras opções que oferecem o mesmo benefício são:

  • Nozes
  • Chia
  • Couve
  • Amêndoas
  • Avelã
  • Pistache

BATATA DOCE

A batata doce é um alimento excelente para combater a ansiedade e o estresse. Ela ajuda no sistema imunológico, aumento dos níveis de energia e melhora de humor, por ser rica em diversos tipos de vitaminas, magnésio e ferro. Ambos são ótimos elementos anti-estresse.

Como comentamos, a comida e o estresse sempre andaram de mãos dadas. Então, uma ótima forma de investir em sua qualidade de vida é alimentando-se bem e usufruir dos elementos benéficos que os alimentos podem trazer.

Lembrando que nenhum artigo ou alimento substitui o atendimento com um profissional especializado. Caso precise de ajuda profissional, entre em contato com nosso Disk Help. Temos profissionais qualificados para te ajudar!

Como adequar o ambiente de trabalho à PcDs?

Separamos 4 dicas para tornar seu ambiente de trabalho adequado à PcDs.

Em 1991 foi criada uma lei que diz que empresas com mais de 100 funcionários devem ter de 2% a 5% de colaboradores PcD (Pessoas com Deficiências). Essa lei tem como objetivo aumentar a inclusão e diversidade no ambiente de trabalho.

Porém, para que essa inclusão seja efetiva, não basta contratar esses profissionais. É preciso oferecer um ambiente de trabalho planejado e adequado às necessidades das PcDs, tornando a empresa verdadeiramente inclusiva.

Separamos 3 dicas para ajudar você a tornar sua empresa em um ambiente adequado e inclusivo para PcDs!

#1 FAÇA UM MAPEAMENTO DA ACESSIBILIDADE

As adaptações de um ambiente para PcDs vão muito além do espaço físico. As relações interpessoais também são importantes.

Por isso, antes de fazer as adaptações indicadas, é importante que a empresa faça um mapeamento de acessibilidade, apontando todas as barreiras encontradas por PcDs na empresa.

Devem-se verificar as seguintes categorias de barreiras:

  • Arquitetônica (barreiras físicas)
  • Atitudinal (preconceitos, estigmas, estereótipos e discriminações)
  • Comunicacional (barreiras de comunicação interpessoal)
  • Metodológica (métodos e técnicas de trabalho)
  • Instrumental (ferramentas e instrumentos de trabalho)
  • Programática (barreiras invisíveis; embutidas em políticas e normas da empresa)

#2 UMA QUESTÃO DE MENTALIDADE

O preconceito dentro do ambiente corporativo pode ser um grande empecilho. É importante ensinar a toda equipe o quanto é produtivo e motivador conviver com pessoas diferentes.

PcDs não são completamente dependentes, muito pelo contrário, são tão capazes e autossuficientes. Ter isso estabelecido com a equipe fará toda a diferença no processo de inclusão. O respeito é uma peça essencial para tornar o ambiente de trabalho agradável para todos.

#3 ADOÇÃO DE MEDIDAS ERGONÔMICAS

A ergonomia é a ciência que estuda condições de trabalho. Quando colocada em prática, ela serve para o desenvolvimento e aplicação de regras e normas para organizar o ambiente de trabalho. Tornando-o compatível com as características físicas e psíquicas dos colaboradores.

Quando falamos de inclusão de PcDs, ela é uma peça-chave, pois o ambiente pede adaptações ergonômicas. Ela servirá para oferecer conforto, independência e segurança aos colaboradores.

É importante lembrar que quanto mais adaptado o ambiente for, maior a liberdade e autonomia dos colaboradores com deficiências, tornando-os mais produtivos.

Por isso, é interessante que o ambiente disponha coisas como sinalização tátil, sonora e visual, de forma integrada, banheiros adequados e rotas acessíveis.

Tornar o ambiente de trabalho mais inclusivo à PcDs é uma atitude benéfica para todos os envolvidos – se feito de forma correta, adequada e responsável. Educar sua equipe e fazer as adequações físicas são fatores indispensáveis para isso.

Uma ótima forma de gerar conscientização é com palestras a respeito. Nós da Social Consultoria promovemos palestras personalizadas de acordo com as necessidades de sua empresa. Entre em contato conosco para saber mais!